Informações sobre a venda/permuta de parte do terreno do Clube
foram passadas aos sócios em setembro do ano passado.

Em reportagem publicada no Estado de Minas do dia 10/04/2008, “Clubes tradicionais viram alvo do mercado imobiliário em BH”, o Jornal afirmou que “o Barroca Tênis Clube deve ceder parte de seu terreno para uma construtora. A transação, em formato de permuta, tem o objetivo de sanar os problemas financeiros do clube e ainda modernizar seu projeto”.

 Em setembro de 2007 foi enviado um comunicado para todos os associados intitulado “Últimas decisões do Conselho Deliberativo”, onde o presidente do Barroca, Roberto Carlos do Nascimento, já adiantava as informações dadas pelo jornal: “Ainda em decorrência da situação financeira, e em busca de uma solução de caráter definitivo para liquidação das dívidas do Clube e eliminação da indesejável cobrança de taxas extras, apresentei e foi aprovada uma proposta para estudo de viabilidade para a venda/permuta de parte do terreno do Clube situado na esquina da Rua Almirante Tamandaré com a Rua Estácio de Sá”.

De acordo com Roberto Carlos, os associados foram os primeiros a saberem sobre a venda/permuta de parte do Clube e o porquê desta situação. “A informação do jornal reflete o que eu já havia dito no comunicado de setembro do ano passado. A diretoria sempre foi o mais transparente possível e por isso estamos conseguindo alcançar nossos objetivos”.

Apesar do projeto já estar em fase final, o presidente salienta que somente depois da aprovação do Conselho Deliberativo e de todos os sócios do Clube, será ‘batido o martelo’. “Faltam apenas alguns detalhes para podermos apresentar a toda comunidade barroquense o projeto. Ele passará para o Conselho para aprovação. Se a resposta for positiva, será a vez da Assembléia Geral dos associados votarem. Só depois disso é que concretizaremos o negócio”.

Sobre informações das novas obras no Clube, decorrentes da venda/permuta de parte do terreno, Roberto Carlos pede um pouco de calma e diz que logo tudo será apresentado e explicado àqueles que são “a razão de sua administração: o sócio barroquense”. “O projeto é moderno e audacioso. Além de melhorarmos as instalações do Clube, vamos ganhar muita coisa também. Junto com a recomposição da parte física, esta venda/permuta proporcionará ao BTC uma situação financeira estável. Nosso objetivo é deixar o Barroca totalmente saneado e pronto para permanecer como o Clube do coração de BH”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>